Escolha seu idioma
Expansão de incubatório na Incubandina: “Tranquilidade com os serviços locais ágeis da Petersime”

Expansão de incubatório na Incubandina: “Tranquilidade com os serviços locais ágeis da Petersime”

Na segunda fase da colaboração com Petersime e Avicorp, a empresa avícola equatoriana Incubandina expandiu a capacidade de incubação em mais de 350 mil ovos por semana.

Fundada no cantão de Ambato, no Equador, em 1992, a Incubandina foi estabelecida por um grupo de proprietários de granjas que uniram forças para produzir pintinhos de um dia para os mesmos parceiros. Atualmente, o foco da empresa está na produção e no fornecimento de pintinhos de poedeiras Lohmann e H&N.

Em busca da máxima eficiência, Incubandina decidiu expandir o incubatório com uma combinação de incubadoras de estágio único de alto nível, climatização avançada e soluções de automação para obter os melhores resultados. A Petersime projetou a disposição expandida do incubatório como um projeto do tipo chave-na-mão, incluindo planos elétricos, sistemas de condicionamento de ar e requisitos específicos da estrutura do edifício. Na primeira fase, a Petersime entregou uma máquina Re-Store, que restaura a viabilidade dos ovos armazenados na Incubandina. A empresa instalou 12 incubadoras BioStreamer™ High Density (HD) e 4 nascedouros HD, além de todos os equipamentos de incubatório, para complementar o maquinário existente. A Avicorp, distribuidora oficial da Petersime no Equador, esteve envolvida em todas as fases, gerenciando o projeto geral e gerando uma sinergia perfeita entre todas as partes envolvidas.

Javier Corrales, Gerente Geral da Incubandina, comentou sobre a colaboração: “Um dos principais fatores que nos fizeram querer trabalhar novamente com a Petersime na segunda fase do projeto foi a disponibilidade do serviço e a assistência técnica local no Equador. Pudemos contar com os técnicos especializados e especialistas em incubação da Petersime, e com a distribuidora local Avicorp, o tempo inteiro. Eles têm nos dado tranquilidade com uma equipe técnica prontamente disponível para oferecer qualquer tipo de suporte de que possamos precisar, no nosso idioma e no nosso próprio horário.”

Um objetivo desafiador do projeto era o fato de que, por um lado, todo o equipamento precisava ser projetado para atender aos interesses comerciais da Incubandina e, por outro, também precisava atender aos requisitos específicos de uma área com alta umidade e altas temperaturas. Como o incubatório já estava em operação, a produção não podia ser reduzida ou pausada durante o trabalho de expansão. Os especialistas da Petersime adaptaram e ampliaram sem intercorrências o edifício existente, sem pôr em risco as operações e a biossegurança do incubatório. As soluções de automação recém-instaladas na sala de transferência e manejo de pintinhos otimizam ainda mais o fluxo do incubatório, além de melhorar os processos essenciais em termos de velocidade, consistência e confiabilidade. Após a conclusão do projeto, o incubatório atingiu uma capacidade adicional de incubação de cerca de 350 mil ovos por semana.