Escolha seu idioma

Incubação com uma maior densidade de ovos

A indústria avícola vivenciou muitas mudanças durante um período relativamente curto, mas nenhuma delas é tão importante como a do aumento da capacidade média dos incubatórios. Há apenas alguns anos, um incubatório com uma capacidade de incubação de um milhão de ovos por semana era considerado de grande porte, enquanto que hoje encontramos incubatórios com capacidades de 2, 4 ou mesmo 6 milhões de ovos por semana. Com esse crescimento surgem novas exigências, tais como redução dos custos de investimento, custos de manutenção e da aquisição de terras. A solução é aumentar a densidade de ovos nas incubadoras.

Por Roger Banwell, Gerente de Desenvolvimento de Incubatório

Projetando uma bandeja de incubação em formato de colméia

Para esse propósito a Petersime criou uma bandeja de incubação em formato de colméia, que pode acomodar 12% a mais de ovos na mesma superfície que a tradicional versão em formato de matriz.

Organização dos ovos em formato de matriz (esquerda) comparada com uma estrutura de colméia (direita)

Muitos novos desafios e questões precisaram ser resolvidos antes que essa nova bandeja pudesse se tornar um produto comercializável. A bandeja precisava estar em conformidade com elevados padrões em termos de:

  • Capacidades atuais e futuras de manuseio de tamanhos de ovos,
  • Resistência e durabilidade,
  • Compatibilidade com as tecnologias Embryo Response Incubation™,
  • Fluxo de ar adequado em torno dos ovos dentro da incubadora,
  • Compatibilidade com sistemas de automação,
  • Ergonomia.

A versão final da bandeja de Alta Densidade lançada no mercado tem uma capacidade de 84 ovos.

Extensivos estudos de CFD (Computational Fluid Dynamics - Dinâmica de Fluidos Computacional) realizados na Universidade de Louvain indicaram um fluxo de ar adequado entre os ovos.

O aumento da densidade de ovos em uma incubadora não pode ser realizado sem adaptar algumas especificações essenciais da máquina para garantir que possa ser mantido um ótimo desempenho de incubação. Para esse propósito uma nova incubadora de alta capacidade foi desenvolvida: a BioStreamer™ HD ou High Density - Alta Densidade.

Reforços na máquina

É desnecessário mencionar que um aumento na carga de ovos requer aumentona resistência do carrinho, na capacidade de carga dos rodízios, na resistência do sistema de viragem, etc.

Igualmente importante, entretanto, é obter o correto condicionamento da circulação de ar. O principal objetivo é garantir a ótima transferência de energia (na forma de calor), fluidos e gases. Isso é obtido com a passagem de ar condicionado sobre e em torno dos ovos para criar um micro-clima ideal.

Logicamente, com uma carga de ovos adicional de 12%, uma capacidade pelo menos 12% maior de aquecimento e refrigeração são necessários para a obtenção do condicionamento de ar adequado. Especialmente durante o pico de produção de calor (nos dias 16 a 18 da incubação de ovos de galinhas), a carga de calor se torna um desafio e os danos aos embriões causados pelo calor devem ser evitados durante todo o tempo. Elementos de aquecimento maiores e serpentinas de refrigeração de maior tamanho resolvem o problema de manutenção da temperatura do ar requerida.

Serpentinas de refrigeração maiores

Os 12% adicionais de ovos também envolvem um aumento de 12% na produção de CO2 e de umidade (por causa da perda de peso do ovo). Dampers de ventilação maiores permitem que os sistemas CO2NTROL™ e DWLS™ alcancem suas metas.

Pulsador de cinco pás

O ar condicionado, entretanto, necessita ser igualmente distribuído por toda a incubadora para manter o grau necessário de troca de energia. Isso apresenta um desafio a mais.

A solução óbvia seria aumentar a velocidade do ar, mas isso causaria problemas adicionais. Aumentar a velocidade do ar através de uma maior massa requer um aumento da pressão diferencial. Isso inevitavelmente cria um diferencial de temperatura mais amplo: um efeito colateral que precisa ser evitado todo o tempo.

Finalmente, ao adicionar uma quinta pá ao ventilador central, o departamento de pesquisa e desenvolvimento da Petersime encontrou uma maneira de aumentar a taxa de movimentação de ar e ao mesmo tempo manter uma faixa de temperatura uniforme através do gabinete da incubadora.

O ventilador central da Petersime é freqüentemente chamado de Pulsador, um nome derivado da ação pulsante do movimento de ar por rotação centrífuga.  Em termos simples: conforme cada pá rotativa se move em direção a um dado ponto, um avanço de ar é forçado através desse ponto com um subseqüente retorno conforme a pá se movimenta.

O gráfico abaixo mostra essa ação. Pode-se ver claramente como a introdução de uma quinta pá aumenta o número de pulsos, enquanto a velocidade do ar (a “amplitude” ou altura das ondas) permanece a mesma. Isso significa que os pulsos extras não exercem um efeito na faixa de temperatura.

Padrões de fluxo de ar de quatro e cincopás

Extensivos testes no incubatório de pesquisa e desenvolvimento da Petersime e também no campo mostraram como o desempenho de incubação com uma maior densidade de ovos permanece consistentemente alto, tanto em termos de eclosão como qualidade e uniformidade dos pintinhos.