Escolha seu idioma

Por que realizar a análise de quebra de ovos não-eclodidos no seu incubatório

Para alcançar boa eclodibilidade e qualidade dos pintos, os ovos precisam de um controle cuidadoso, desde o momento em que são postos, até o momento em que eclodem. A análise de quebra de ovos não-eclodidos é uma valiosa ferramenta do arsenal de gerenciamento de ovos para incubação, por parte do gerente de incubatório. Ao tornar a quebra de ovos não-eclodidos parte do procedimento de controle de qualidade do incubatório, você poderá melhorar seus resultados de incubação a longo prazo.

Por Jason Cormick, Especialista em Incubação

O que é exatamente uma análise de quebra de ovos não-eclodidos?

Simplificando, é examinar cuidadosamente os ovos claros ou que não eclodiram, abrindo-os para determinar por que motivo o embrião não se desenvolveu ou não eclodiu. O conteúdo do ovo revela se o mesmo era infértil, se ocorreu contaminação microbiológica, ou em qual estágio da incubação o embrião morreu. Portanto, a quebra de ovos não-eclodidos pode ser vista como uma ferramenta muito útil para solucionar problemas (por exemplo, uma queda repentina na eclodibilidade) e procurar alternativas para melhorar o desempenho de eclosão. 

Três boas razões para realizar a análise da quebra de ovos não-eclodidos

Uma primeira boa razão para realizar a análise de quebra de ovos não-eclodidos é obter conhecimentos sobre as causas de uma incubação frustrada. Há momentos no incubatório em que as eclosões não saem conforme o planejado, e você se vê com muito menos pintinhos do que calculou. Nesses momentos, a análise de quebra de ovos não-eclodidos é o único modo confiável de identificar o que causou as perdas.

As análises de quebra de ovos não-eclodidos também são utilizadas para avaliar novos perfis de incubação, em relação aos atuais, para melhorar os resultados. Por exemplo, você pode querer melhorar a perda de peso diminuindo a umidade ou incrementando a ventilação na incubadora, ou você pode desejar eliminar cordões umbilicais não cicatrizados através da diminuição da temperatura no nascedouro. Nesses casos, os ovos do mesmo lote, postos no mesmo dia, devem ser utilizados tanto nas máquinas de 'controle' quanto nas de 'teste'. É importante que apenas um parâmetro alterado seja testado por avaliação, para que você possa estabelecer com segurança a diferença que o parâmetro produziu.

No entanto, o maior valor para a quebra de ovos não-eclodidos encontra-se na análise histórica. A quebra de ovos não-eclodidos feita de forma rotineira, aliada à análise e interpretação dos dados, pode destacar tendências e permitir que você avalie adequadamente a granja de matrizes, as condições durante a armazenagem, o manuseio e transporte de ovos, bem como o desempenho individual de incubadoras e nascedouros. Nesse caso, cada lote de matrizes deve ser examinado semanalmente, e os dados devem ser colocados em um banco de dados para análise periódica. Somente criando esse tipo de 'banco de dados' que você terá uma boa base para investigar problemas de eclodibilidade quando eles surgirem.

Especialista em incubatório em ação, realizando uma análise de quebra de ovos não-eclodidos

Análise de quebra de ovos não-eclodidos, pré-eclosão e pós-eclosão

Existem dois momentos diferentes para realizar análise de quebra de ovos não-eclodidos: durante a ovoscopia e após a extração.

A análise de quebra de ovos não-eclodidos pré-eclosão é realizada durante o processo de ovoscopia, antes de transferir os ovos incubados para o nascedouro, nos últimos dias de incubação. Todos os ovos que forem retirados das bandejas como ovos claros devem ser quebrados e examinados. A análise de ovoscopia na quebra de ovos não-eclodidos é precisa para distinguir entre "infertilidade real" (blastodisco) e morte prematura de embriões (blastoderme)causados por problemas na granja de matrizes ou no incubatório, como armazenamento prolongado de ovos, más condições de armazenagem dos ovos ou fumigação excessiva.

A análise de quebra de ovos não-eclodidos pós-eclosão envolve o exame de todos os ovos não eclodidos após o saque. Esse tipo de quebra de ovos não-eclodidos é crucial para identificar questões ou problemas na transferência ou no nascedouro, por um lado, e comparar criadores e avaliar o gerenciamento de matrizes, por outro.

Ovoscopia: ovos inférteis e morte prematura embriões durante a incubação podem ser identificados como ovos "claros"

Melhore os resultados de eclosão, mantendo registros precisos

Quando você não está realizando análise de quebra de ovos não-eclodidos, você está literalmente "jogando fora" informações valiosas junto com seus detritos de incubatório, que podem ajudar a resolver problemas de granja de matrizes e de incubação. Ao abrir seus ovos claros e não-eclodidos para coletar, armazenar e utilizar essas informações, você pode transformar suas suposições sobre má eclodibilidade em dados reais, e melhorar continuamente seus resultados de eclodibilidade a longo prazo.

A Petersime tem a satisfação de poder ajudá-lo a aprender como realizar uma adequada análise de quebra de ovos não-eclodidos. Uma sessão prática sobre quebra de ovos não-eclodidos está incluída nos programas de treinamento que oferecemos. Para mais informações, entre em contato conosco, enviando um e-mail para .(JavaScript must be enabled to view this email address).