Escolha seu idioma

Princípios de incubação de estágio único (5)

Parte 5: O Futuro A série "Princípios de incubação de estágio único" chega a seu fim. Os parâmetros de incubação mais importantes foram discutidos na tentativa de alcançar o desempenho ideal de um incubatório de estágio único. Nesta fase, iremos examinar o potencial futuro da incubação de estágio único.

Roger Banwell, Gerente de Desenvolvimento de Incubatório, Petersime NV

Incubação

Historicamente, a incubação nunca foi considerada como uma etapa importante na cadeia de produção, principalmente por causa da falta de flexibilidade da incubação de estágio múltiplo. Entretanto, esta atitude já está sendo descartada por produtores com visão de futuro, e a incubação está sendo reconhecida como parte essencial do processo.

Imagina-se que o equipamento atual pode alcançar resultados que oferecem pouco espaço para melhorias. No entanto, quando se considera o futuro, não se deve pensar dentro das limitações atuais. Uma das primeiras questões a serem colocadas é: estamos a ponto, ou perto, de atingir o máximo de resultados possíveis?

A abordagem atual de incubação é o sensoriamento de uma amostra dentro de uma população de ovos, produzindo uma condição ambiental controlada generalizada para aquela determinada população. Talvez o objetivo futuro deva ser considerar os sinais gerados pelos ovos individuais e, posteriormente, produzir o microclima específico que cada ovo requer.

Com a evolução da tecnologia e de nosso conhecimento, os sinais específicos obtidos irão além dos níveis térmicos e gasosos de hoje. À medida que se amplia o espectro de eventos biológicos fundamentais, reações e compostos químicos poderão ser detectados, identificados e/ou controlados. O progresso em soluções de engenharia permitirá níveis de controle e manipulação físicos muito além dos que são vistos hoje.

Todos esses fatores indicam que a incubação em curto, médio e longo prazo ainda tem um longo caminho a percorrer. Como nosso conhecimento cresce, novas e futuras tecnologias se tornam comercialmente acessíveis e a engenharia encontra soluções mais inovadoras. Portanto, a incubação continuará se esforçando e se movendo no sentido de alcançar o mais alto grau do potencial genético com o maior nível possível de consistência.

Como nossa compreensão do processo natural cresce, nossa capacidade de replicar as interações positivas entre a ave mãe, ambiente e ovos férteis aumenta. Além disso, somos capazes de evitar qualquer um dos eventos negativos que ocorrem durante o processo natural: estresse predatório, condições meteorológicas extremas, etc.

Com a eliminação de qualquer distração parental, tensões e/ou extremos ambientais, poderemos efetivamente desenvolver a "ave mãe perfeita".

Produtividade excelente

Talvez a primeira e mais óbvia afirmação que deveria ser feita no começo deste artigo é que não se pode mais encarar a incubação ou qualquer elemento dentro da cadeia de produção de forma isolada. Pode haver discussão em torno de diferentes abordagens, mas já está bem e verdadeiramente provado que a única e genuína maneira de alcançar o desempenho ideal é avaliar todos os elementos do processo em relação à sua complexa e incontestável interação.

A indústria está mudando rapidamente. A imagem abaixo foi extraída de uma apresentação da Petersime de 2004. Na época, foi considerada uma abordagem um tanto extravagante, mas hoje é um assunto atual.

Para fazer esta abordagem funcionar de verdade, todos os envolvidos devem trabalhar em conjunto: acadêmicos, criadores, nutricionistas, técnicos de incubação, fabricantes, etc. Se isso for alcançado, o potencial estará muito além do que vemos hoje.

Ambiente

O impacto que temos sobre o meio ambiente será sempre um tema importante e uma consideração fundamental para o projeto e operação da incubação. O uso eficiente da energia, emissões zero e práticas ecológicas são tópicos importantes. Recuperação de calor, economia de energia, otimização do consumo de água, ventilação controlada, facilidade de limpeza, eliminação ou redução do uso de produtos químicos, etc. Todos esses elementos são atualmente priorizados em cada projeto de produto da Petersime.

Bem-estar animal

O bem-estar animal é um tema que está justamente crescendo em importância e não pode ser subestimado. Todas as partes precisam estar conscientes sobre este tema. Da produção de ovos até o gerenciamento da granja, o bem-estar animal deve ser prioritário. Isso requer um bom gerenciamento, treinamento de pessoal, além de instalações e equipamentos de boa qualidade, bem conservados.

A incubação desempenha um papel importante no bem-estar animal. Garantir um melhor desenvolvimento e crescimento embrionário juntamente com a criação de condições e estímulos ideais de eclosão são de vital importância. Após o nascimento, os pintinhos devem ser mantidos em condições ambientais perfeitas e o ponto ideal de acesso à ração e à água deve ser assegurado.

Resumo

As mudanças na indústria avícola ao longo dos últimos anos têm sido enormes. Basta visualizar 20 ou 30 anos atrás para notar o crescimento dos grandes produtores, plenamente integrados, e a transição da metodologia inflexível de estágio múltiplo ao sistema de estágio único totalmente flexível. Juntamente com isso, nossa compreensão e conhecimento não só cresceram, mas a capacidade de empregar ambos na aplicação comercial tem sido a força motriz do projeto e operação do incubatório.

Fatores como o ambiente e o bem-estar animal ganham importância, ao mesmo tempo em que há um esforço em otimizar a produtividade ao longo de toda a cadeia produtiva. Prever onde estaremos nos próximos 10 ou 20 anos é difícil, não porque faltem ideias, mas porque as possibilidades são imensas.