Escolha seu idioma

Resíduos de incubatório: como é possível reduzir, reutilizar e reciclar (mais)?

Com cada vez mais pessoas em todo o mundo se esforçando para reduzir o nível de desperdício, os incubatórios também não deveriam estar reduzindo, reutilizando e reciclando os resíduos em maior quantidade, ou mesmo totalmente? A resposta para essa pergunta pode parecer óbvia para quem está fora da indústria. Quem está dentro dela, porém, sabe que o descarte sustentável de resíduos de incubatório não é um desafio fácil de ser superado. Este artigo explica por que isso acontece e analisa possíveis soluções.

Por Stephen Evans, Especialista em Incubação da Petersime

Subprodutos inevitáveis dos incubatórios

O aumento global na produção avícola torna vital que a indústria encontre maneiras sustentáveis, higiênicas e com boa relação custo-benefício de gerenciar os resíduos de incubatório, um subproduto inevitável doprocesso de incubação. Embora possa haver custos adicionais, resíduos de incubatório sempre serão um ônus ambiental que precisa ser levado em consideração e solucionado pelos incubatórios.

Esse é um aspecto do negócio que precisa ser enfrentado por todos os incubatórios e, embora não seja fácil, faz sentido dos pontos de vista econômico e ambiental enfrentar esse problema e encontrar uma boa solução para os resíduos. Mais do que nunca, o setor de incubatórios precisa levar em consideração os impactos que o gerenciamento de resíduos tem sobre a percepção do público.

É possível

Resíduos de incubatório tendem a representar algumas toneladas de resíduos sólidos e algumas centenas de milhares de litros de água por semana, dependendo do tamanho do incubatório e das tecnologias aplicadas. Em relação à localização do incubatório (se está localizado em uma área rural ou em uma área industrial, ou ainda em que região geográfica ele se situe), as regulamentações governamentais e de saúde divergirão em relação ao que incubatórios podem fazer com os resíduos. Ideias para reutilizar e reciclá-los em, por exemplo, fertilizantes, ração animal e outros subprodutos úteis, podem se revelar algo de difícil implementação sem que se infrinjam as regras aplicáveis. E, como os resíduos sempre e inevitavelmente são compostos por diversas substâncias, como detritos de cascas de ovos e penugem, ovos inférteis, embriões mortos, pintinhos abatidos, fluidos de ovos e efluentes, esse é um assunto delicado. Contudo, há opções disponíveis que podem ser bem-sucedidas se devidamente implementadas e mantidas, até mesmo criando a possibilidade de agregar valor aos resíduos e gerar receita para o incubatório.

Maneiras de melhorar o gerenciamento de resíduos de incubatório

Com o aumento dos custos de descarte, regulamentações ambientais em constante alteração e o crescimento da conscientização dos consumidores, os incubatórios precisarão encontrar alternativas sustentáveis ao gerenciamento de resíduos atual. O que pode ser feito?

  • Reduzir

Um primeiro caminho na direção de um gerenciamento de resíduos de incubatório mais eficaz é reduzir a quantidade de resíduos produzida. Um dos segredos para conseguir isso é aumentar os níveis de eclosão, pois, embora isso possa levar a uma quantidade maior de cascas de ovos, é muito mais fácil reciclá-las do que ovos não eclodidos. A Petersime tem o conhecimento e as soluções para ajudar no aumento da eclodibilidade. Isso pode incluir procedimentos otimizados de granja de matrizes e gerenciamento de incubatório, além de equipamentos que gerem condições ideais de incubação. Até mesmo um redesenho do layout do incubatório, desde o momento em que um incubatório recebe os ovos até o transporte dos pintinhos eclodidos, pode se revelar útil para aumentar a eficiência e a biossegurança.

  • Reutilizar

Uma segunda opção é transformar os resíduos do incubatório em um subproduto mais valioso, como combustível para fornalhas que acionam geradores de turbina ou digestão anaeróbica para produção de metano e fertilizantes. As cascas do ovo e as membranas têm potencial distinto para serem utilizadas como nutrientes e ricas fontes de proteínas em vários mercados. A membrana da casca do ovo contém 10% de colágeno, que tem um elevado valor comercial na medicina (de enxertos de pele a trabalho dental, cirurgia plástica e tratamento da osteoporose), bem como no processamento de alimentos, plásticos biodegradáveis e na limpeza ambiental. As cascas de ovos também podem ser moídas, transformando-as em pó para utilização na indústria de suplementos de cálcio.

  • Reciclar

Para incubatórios que tenham espaço suficiente no entorno, é possível canalizar os efluentes gerados (da limpeza e lavagem de incubadoras, nascedouros e diferentes salas de incubatório) para reservatórios e, em seguida, limpá-los utilizando recursos naturais, tornando-os adequados para fins de irrigação, por exemplo. O tratamento adequado de efluentes de incubatório precisa ser indicado por um especialista, que, primeiro, medirá os percentuais de matéria orgânica e níveis tóxicos dos efluentes para, em seguida, indicar os tratamentos físicos, químicos e biológicos corretos de acordo com cada caso.

Benefícios ambientais e econômicos

Os recursos naturais do mundo estão sofrendo pressão. A indústria avícola precisa fazer sua parte para se tornar mais sustentável em relação ao gerenciamento de resíduos de incubatório. Há opções viáveis disponíveis, e os benefícios são palpáveis: ambientais, econômicos e em termos de reputação (percepção do público). Uma boa maneira de começar é aumentar a eficiência do incubatório, otimizando a eclodibilidade (procedimentos aprimorados, melhores programas de incubação etc.) e reduzir a utilização de recursos (principalmente energia e água), ajudando, assim, a reduzir o nível de resíduos.